Depois de muito tempo trabalhando para diversas empresas que buscam um lugar ao sol, pudemos perceber o quão falha é concepção de um negócio virtual.

8 dicas para prestar atenção e seu e-commerce não se tornar um fracasso

Assim, conseguimos identificar oito pontos que são capazes de se tornarem problemas e fazer de sua loja virtual um fracasso.

1- PLANEJAMENTO

Sempre tenha em mente que você pode não ser o único a ter essa ideia, e esta ideia pode não ser tão boa quanto você pensa. Reflita, pesquise, estude os concorrentes (sim, você tem concorrente, e muitos), calcule os riscos pois pode e você encontrará muitos problemas e desafios no decorrer da implantação de seu negócio na web.

2- CUSTOS

Se você pensa que sua loja virtual não é uma “filial” do seu negócio e que ela não terá custos… altos custos e horas de SUA dedicação esqueça, existem custos, que vão desde tarifas por transação de pagamento que sua loja tiver, manutenção da plataforma que suporta sua loja online 24h por dia, certificados, ferramentas de chat, ferramentas de envio de email marketing, ferramentas de coleta de dados de usuários, isso sem contar a publicidade que sua loja terá que investir para ter resultado a curto e médio prazo, então fique atento a todas estas variáveis.

3- PLATAFORMA

Achar que todas as plataformas disponíveis são iguais, pode ser a grande “cilada” que um futuro empreendedor digital pode cair, e por experiência própria podemos dizer que é o grande motivo de muitos perderem o entusiasmo na venda online. Plataforma é o principal ponto a se planejar e entender, e mesmo a melhor de todas pode ainda te deixar na mão e fazer você perder dinheiro, então, entenda e aceite os riscos, pense na usabilidade, fluxo de informações, trâmites de pagamento, filtros de produtos, suporte, integrações e facilidades para o seu cliente.

4- PRODUTO

Um ponto importante é o seu produto, pois a forma de expor o produto, de não ser apenas básico de não copiar as informações, descrições e imagem de fornecedores e concorrentes, vai fazer toda a diferença. Pense na descrição deste produto, escolha cada palavra que vai representá-lo, produza boas imagens, revise de tempos em tempos o conteúdo do produto, te garanto que isso vai agradar muito o pai Google.

5- MEIOS DE PAGAMENTO

Sim, é difícil cobrar, parece simples mas é complicado, a falta de opções e clareza no pagamento é fator determinante para o abandono do carrinho e até mesmo motivo de reclamação. Dê opções, seja claro nas informações de descontos e pagamentos.

6-MEIOS DE ENTREGA

Você não ficou feliz quando comprou em uma loja virtual e seu produto chegou antes da data prevista? Ou pelo menos chegou no dia informado? Todos nós ficamos, mas infelizmente muitas lojas virtuais não pensam assim, não se importam com prazos de entrega, usam da gordura de segurança do trâmite de logística interna pra justificar falhas e descasos com o cliente. Tenha bons contratos com transportadoras e Correios, se comprometa, se importe e ofereça o melhor, pois quem comprou tem pressa de receber o que foi pedido.

7- PÓS VENDA

Pronto, você vendeu, entregou e agora? Aí é que começa o fenômeno mais interessante, pois na maioria das vezes as lojas vendem e depois jogam o tão sonhado LEAD num canto escuro e nunca mais olhar pra ele. A loja paga, e paga muito pra conseguir um cliente e quando consegue o trata como um fã, um cara que não importa o que você faça pois ele irá retornar e comprar sempre de você, isso é muito errado, você tem que tratar esse cliente muito bem, e não, não são todos iguais. Você deve constantemente olhar pra ele e dizer: — Bom, o que posso oferecer de melhor pra ele?.

8- PROPAGANDA

Não saber o que vai fazer amanhã é triste demais, achar que sua loja vai gerar tráfego sozinha é inocência. Não adianta também torrar dinheiro em links patrocinados sem saber exatamente o que está fazendo. Entenda, o Google não corrige seu site, ele manda possíveis clientes pra lá, mas isso não quer dizer que esta visita vá converter em venda, ok? Tenha acompanhamento de um profissional com experiência nessa área, analise a saúde de código e conteúdo de sua loja, otimize seu site constantemente, SEO é o seguro de vida da sua loja, esta otimização em sites de busca é que vai garantir vida duradoura para suas vendas.

Bom, é isso: não seja mais um aventureiro que perdeu dinheiro na web, estude bastante, entenda as tecnologias e seu negócio, cerque-se de bons profissionais, se dedique, cuide bem de seu cliente, pois ele é único…mas você não.

Por Ricardo Bernardo